Célebres

Célebres são os mortos ilustres,
Uns honestos outros embustes,
Que importa se já não nos vão processar?

Há quem lhes faça memoriais,
Crónicas, artigos grandes nos jornais
Para os continuar a relembrar;

Há ainda quem os cante,
Embrenhado no desplante
De lhes estragar o geológico escanço.

Estas situações aborrecidas
Calham-nos a todos: célebres vidas,
Mortes, prantos mansos….

Célebres nós? Não!
Célebres são os da alucinação
E da barafunda mundana;

Nós, os estranhos, viciamos
Nos jogos turvos que amamos
E raramente perdemos a última trama.

Rui Batista
07/08/2008 02:20:00

Anúncios

~ por Rui Batista em 7 de Agosto de 2008.

Uma resposta to “Célebres”

  1. Ei-lo.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

 
%d bloggers like this: